Ministro elogia professores ao premiar vencedores de olimpíada

18 de dez de 2014

Os estudantes pernambucanos Gustavo Messias Barbosa (E) e Jullyo César Ferreira da Silva estão entre os cinco vencedores da olimpíada na categoria Poema (foto: Isabelle Araújo/MEC)
Os estudantes pernambucanos Gustavo Messias (E)
e Julio Cesar Ferreira, estão entre os cinco
 vencedores na categoria Poema. (foto: Isabelle Araújo/MEC)
O ministro da Educação, Henrique Paim, destacou nesta quarta-feira, 17, a importância do professor para o sucesso do Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado este ano. “Não tenho dúvida de que o sucesso da implementação do PNE passa pela valorização do professor”, disse o ministro, ao participar da solenidade de premiação dos vencedores da Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. “Se não valorizarmos esse profissional, não teremos as melhorias da educação básica que o país precisa.”

A solenidade, em Brasília, reuniu os 152 estudantes finalistas (38 de cada gênero) e seus professores. “A Olimpíada de Língua Portuguesa é uma celebração, uma grande festa”, disse Paim.

Na quarta edição da olimpíada, os trabalhos abordaram os gêneros literários opinião, crônica, poema e memórias literárias. Em todas as categorias, os estudantes escreveram sobre um tema único, O Lugar Onde Vivo. Foram escolhidos 20 vencedores nacionais. Além da medalha olímpica, cada professor e aluno receberam um notebook e uma impressora. A escola da dupla também foi premiada com dez microcomputadores, uma impressora, além de um projetor multimídia, telão para projeção e livros. A escolha foi feita por uma comissão de dez pessoas.

Com o poema Lá Vem...Lá Vem... o estudante Jullyo César Ferreira da Silva, 12 anos, de Petrolina (PE), foi um dos vencedores na categoria Poema. Ele descreve o Rio São Francisco e o surgimento de uma comunidade depois da enchente de 1980. “Estou muito feliz e emocionado com o prêmio”, ressaltou o estudante.

Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), a Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro busca aprimorar a prática dos professores em sala de aula para ajudar os alunos de escolas públicas a evoluir na leitura e na escrita. Nesta edição, foram feitas 170.266 inscrições de professores de 5.014 municípios.

Fonte: MEC

CE Jacira de Oliveira e Silva, de Timon, promove curso de educação inclusiva

O Centro de Ensino Jacira de Oliveira e Silva - CEJOS, escola pertencente à URE Timon, promove desde agosto de 2014 o Curso de Educação Inclusiva em Libras que tem como objetivos: compreender os aspectos clínicos, filosóficos e pedagógicos ligados à surdez; conhecer algumas leis que tratam dos direitos da pessoa surda; conhecer a Língua Brasileira de Sinais - Libras;LIBRAS; compreender o surdo através de sua cultura e identidade; aprender técnicas de conversação com a pessoa surda; conhecer como funciona o AEE.

O curso é ofertado para docentes e supervisoras da escola, a carga horária do curso é de 40h, das quais 20h são presenciais e as demais 20h estão sendo cumpridas com atividades online na plataforma E-PROINFO do MEC disponibilizada através de parceria com o Núcleo de Tecnologias Educacionais de Timon e Supervisão de Tecnologias Educacionais da SEDUC.

Já foram realizados três encontros presenciais e as atividades online já iniciaram com vídeos, artigos, chats e fóruns de participação na Plataforma Virtual de Aprendizagem E-PROINFO.

Nesse ano várias ações relativas à inclusão estão em fase de implementação, dentre elas destacamos a implantação da Sala de Recursos Multifuncionais para o Atendimento Educacional Especializado, adequação arquitetônica na estrutura física do CEJOS e a formação de professores em educação inclusiva.

De acordo com o Gestor Jeferson Probo, as ações de formação são pontuais para que os professores estejam preparados para incorporar em suas práticas pedagógicas todos os conhecimentos adquiridos durante o curso e para que a escola seja mais inclusiva.

O curso é ministrado pelas Instrutoras de Libras Geisimary Pereira e Cirlene Silva, pela Intérprete de Libras Karina Karla e conta com o apoio dos professores Edmir Silva e Gustavo Rivaldo.

Olimpíada de Matemática: medalhistas se preparam para competições internacionais

15 de dez de 2014

No período de 10 a 24 de janeiro próximo, 30 estudantes medalhistas de 2014 da Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) e da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) participam, em Brasília, do primeiro encontro presencial do Programa Especial para Competições Internacionais (Peci). O programa prepara os alunos para as competições internacionais.

As aulas são desenvolvidas por professores de matemática com muita experiência em competições internacionais. No Peci, os medalhistas participam de atividades virtuais e presenciais durante o ano. Os 30 estudantes selecionados para o Peci 2015 são de 12 estados, sendo que as maiores representações são de São Paulo, com seis alunos, Minas Gerais, cinco, Rio de Janeiro e Paraná, com três estudantes cada.

Internacional – O portal da Obmep relaciona oito das principais olimpíadas fora do Brasil que são alvo da preparação dos alunos, entre elas a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), que é a principal competição, realizada desde 1959, que hoje conta com equipes de estudantes de 100 países; a Olimpíada de Matemática do Cone Sul; a Romanian Master in Mathematics (RMM), da Romênia; a Asian Pacific Mathematics Olympiad (Apmo) para alunos asiáticos e da América Latina.

Em 2013, nove brasileiros conquistaram sete medalhas – duas de ouro, uma de prata e quatro de bronze e quatro menções honrosas –, em cinco olimpíadas internacionais. Desse grupo, João César Campos Vargas, de Passa Tempo (MG), obteve uma medalha de ouro na Olimpíada de Matemática de Maio, que reúne jovens de 13 a 15 anos da América Latina, Espanha e Portugal; e de prata na Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. E Bryan Diniz Borck, de Porto Alegre, conquistou medalha de ouro na Olimpíada de Matemática de Maio. 

Fonte: MEC

Alunos do Colégio Marcelino Champagnat vencem Torneio de Robótica

Uma equipe de 10 alunos do Centro de Experimental de Ensino Médio, o Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, escola de tempo integral do Governo do Estado, venceu a etapa regional do Torneio de Robótica First Lego League com a criação do Game Ludovich.

A etapa regional foi realizada, semana passada, no SESI Clube, em Natal. Participaram 235 alunos de vários estados, divididos em 32 equipes. 

Na solenidade de premiação, eles receberam medalhas e participaram de um desfile em um ginásio.

A vitória possibilita a participação deles na etapa nacional, em Brasília, de 13 a 15 de março.

A pesquisa Game Ludovich é uma criação dos alunos do primeiro ano do ensino médio sobre a história do prédio onde funciona a escola. É um jogo eletrônico, educativo e de entretenimento que proporciona aos jovens, de forma lúdica, um meio de assimilar a história de São Luís, suas lendas, encantos, mistérios e redescobertas.

O gestor geral Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, Flávio Mendes Ferreira, destacou o empenho da equipe e o apoio da Secretária de Estado de Educação (Seduc). "Destaco a criatividade dos alunos, o contribuição dos pais e da Seduc que possibilitou a ida dos estudantes para o torneio".

"Foram meses de renuncia dos alunos. O desafio deste ano foi como aprender, de maneira inovadora, como tornar a aprendizagem mais instigante, criativa e desafiadora. Depois de discutir os temas na escola, os alunos escolheram criar um game educativo envolvendo a história de São Luís em três fases: colonização, Império e República", informou a gestora adjunta Márcia Porto.

O Torneio de Robótica First Lego League é realizado em vários países. O objetivo é proporcionar aos estudantes uma forma lúdica de convivência com a ciência e tecnologia. No Brasil, é organizado pelo SESI. A proposta é que estudantes apresentem um robô que deve cumprir determinadas missões durante o torneio e desenvolvam um projeto a partir de desafios definidos pelos organizadores.

Seduc prorroga inscrição do seletivo da rede estadual

3 de dez de 2014

Com a finalidade de atender a grande procura de estudantes do último ano do Ensino Fundamental, que queiram fazer o Ensino Médio na rede estadual de Ensino, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) prorrogou até esta sexta-feira (5), as inscrições do processo seletivo.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas unicamente pela internet, no endereço eletrônico www.educacao.ma.gov.br/matricula2015 Na página, estão disponíveis o formulário eletrônico de inscrição e o regulamento, com todas as informações sobre o processo. Na inscrição, os alunos podem indicar três opções de escolas, que devem ser da mesma regional.

O processo é realizado nos quatro municípios da Unidade Regional de Educação de São Luís (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), além das cidades de Imperatriz, Caxias e Timon.

Nas escolas onde a procura for maior que o número de vagas, os inscritos terão que fazer o seletivo, com provas de Português e Matemática, que serão aplicadas no dia 21 de dezembro, das 13h às 17h.

O secretário-adjunto de Gestão Institucional da Seduc, Emanoel Claudino, informou que a prorrogação se deu em função da grande procura dos estudantes. “A equipe da Seduc resolveu prorrogar o prazo das inscrições até sexta-feira (5), devido a grande procura dos estudantes. Há vagas disponíveis para todos, mas o aluno que não fizer a inscrição pode não conseguir vaga na escola que deseja”, disse.

A partir do dia 18 até 21 de dezembro, os alunos inscritos deverão acessar a página da Matrícula Eletrônica para imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição, que indicará o local de realização do exame seletivo. Na página também está disponível o conteúdo programático das provas. O resultado será divulgado dia 30 de dezembro, e as matrículas serão na segunda quinzena de fevereiro de 2015.

Mesmo que ainda não tenha concluído o Ensino Fundamental, mas esteja no último ano, o aluno que quiser fazer o Ensino Médio na rede estadual deve se inscrever. A expectativa da Secretaria de Estado de Educação é de que 22 mil estudantes participem do seletivo.

Pontos de apoio para inscrição

A Secretaria de Estado de Educação disponibiliza 10 pontos de apoio para que os alunos acessem a internet e façam as inscrições, nos seguintes locais:

1 – Centro Educacional São Cristóvão, na Avenida Guajajaras (São Luís)

2 – C. E. José Justino Pereira, Avenida 103, Unidade 103, Cidade Operária (São Luís)

3 – Unidade Integrada Joaquim Gomes de Sousa, Avenida 9, Cohab Anil 3 (São Luís)

4 – C. E. Humberto de Campos, Avenida Kennedy (São Luís)

5 – C. E. Bernardo Coelho de Almeida, Centro, ao lado do Costa Rodrigues (São Luís)

6 – C. E. Estado da Guanabara, Rua 28 de Julho, Centro (São José de Ribamar)

7 – C. E. Domingos Vieira Filho, Avenida 06, Maiobão (Paço do Lumiar)

8 – NTE – Núcleo de Tecnologia Educacional (CE Inácio Passarinho), Avenida General Sampaio, Morro do Alecrim (Caxias)

9 – Centro de Formação de Professores (URE de Imperatriz), Avenida Simplício Moreira, Centro (Imperatriz)

10 – NTE – Núcleo de Tecnologia Educacional (URE de Timon), Praca São José, Centro (Timon)Seduc prorroga inscrição do seletivo da rede estadual

Instituições podem conferir o resultado preliminar por escola do exame de 2013

2 de dez de 2014

As instituições de ensino do país já podem conferir o resultado preliminar, por escola, do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. Os dados estão à disposição exclusivamente das instituições, em sistema específico, na internet.

Em caso de discordância em relação aos resultados, os dirigentes das unidades podem apresentar recurso, no prazo de até dez dias. Os resultados finais do Enem por escola serão divulgados após a análise dos recursos.

Os dados são calculados para os estabelecimentos de ensino que tenham, no mínimo, dez concluintes matriculados no ensino médio regular seriado e 50% de alunos participantes do Enem. Consideram-se concluintes aqueles que cursam a terceira série do ensino médio, excluídos os do ensino não seriado, conforme os dados do Censo da Educação Básica de 2013.

O resultado preliminar do Enem por escola pode ser conferido na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) na internet.


Fonte: MEC

Seduc participa de premiação de alunos na campanha “Maria da Penha em Ação”

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Unidade Regional de Educação (URE) São Luís, participou, nesta terça-feira (18), da premiação de alunos e professores de sete (7) escolas da rede publica estadual de ensino, na campanha “Maria da Penha em Ação: prevenção da violência doméstica nas instituições de ensino”. A premiação dos estudantes foi realizada no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, no Centro – São Luís.

Coordenada pelo Ministério Público do Maranhão, a campanha tem como objetivo capacitar educadores e ministrar palestras para alunos da rede pública estadual de ensino sobre a prevenção da violência contra a mulher.

O subprocurador Geral para Assuntos Jurídicos, Francisco das Chagas de Sousa, destacou a conquista da sociedade com a criação da Lei Maria da Penha. “A Lei Maria da Penha, representa uma significativa conquista da sociedade. Sabemos que ainda temos muitos desafios mais o Ministério Público e seus parceiros não medirão esforços no sentido de contribuir para uma sociedade mais justa e sem violência”, ressaltou.

Segundo a técnica da URE/Seduc, Isabel Cristina Sousa, que representou a Seduc no evento, a escola representa uma local de discussão e aprendizado. “A escola, representa um local de aprendizado, é o espaço ideal à discussão das questões de gênero e combate à violência doméstica. A Seduc apoiará a campanha, contribuindo para a formação dos jovens cidadãos”, disse.

A titular da 22ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Mulher, Selma Regina Sousa Martins, destacou o crescimento da participação dos jovens e das escolas públicas. “É o momento de grande realização para o Ministério Público, ver a crescente participação dos alunos das escolas públicas nessa campanha contra a violência sofrida pela mulher. Tanto as produções textuais quanto os vídeos de bolso, produzidos pelos estudantes nos emocionam e nos fazem refletir que estamos no caminho certo, contribuindo para uma sociedade sem violência”, observou.

A gestora do CE Prof. Luís Rego, Maria de Fátima Cavalcante relatou que a participação da escola no projeto contribui para o desenvolvimento dos alunos. “A participação dos jovens contribui para o desenvolvimento tanto intelectual quanto no aprendizado para à vida. Eles têm aprendido muito com as dinâmicas, se apropriando dos conhecimentos da Lei Maria da Penha", comentou.

Para Hugo Machado de Sousa, aluno da escola Luís Rego, que recebeu menção honrosa, foi muito importante participar da criação do vídeo. “Foi extremamente importante, participar com meus colegas, da criação de um vídeo que retrata a violência que é sofrida diariamente pela mulher em nossa sociedade. Também nos faz refletir que a mulher jamais deve ter medo de denunciar um ato de agressão”, disse.

Por meio das modalidades de redação e Concurso de Vídeo de Bolso, os três primeiros alunos vencedores receberão como prêmios: tablet, máquina digital e uma poupança. Os estudantes que receberem menção honrosa no concurso de vídeo vão ser contemplados com um pacote de livros e filmes selecionados pela comissão julgadora.

Os professores, que orientaram os alunos premiados nos dois concursos, também serão agraciados com os prêmios recebidos pelos estudantes.

Relação dos alunos que participaram dos Concursos sobre a Campanha "Lei Maria da Penha”:

Concurso de Vídeo de Bolso

1º Lugar

Escola: CE Lúcia Chaves

Aluna: Natália Rodrigues

Título do vídeo: Eu decidi mudar

2º Lugar

Escola: CE Fernando Perdigão

Aluno: Andrey Monteiro

Título do vídeo: Apaga (dor)

3º Lugar

Escola: CE São Cristovão

Aluna: Idnara Sousa da Silva

Título do vídeo: Rompendo o silêncio

Menção Honrosa

Escola: CE Prof. Luís Rego

Aluno:Hugo Machado de Sousa

Título: A violência com a mulher

Escola: UI Barjonas Lobão - CAIC

Aluno: Antonio Carlos de Sousa

Título: Mude o ciclo, denuncie a violência contra a mulher

Escola: CE Menino Jesus de Praga

Aluno: Samarya Teixeira

Título: Lei Maria da Penha


Concurso Produção Textual Lei Maria da Penha 2014


1º Lugar

Escola: CE São Cristovão

Aluna: Brena Karoline Sousa da Silva

Escola: CE Lúcia Chaves

Aluno: Wendel Chagas Morais

2º Lugar

Escola: CE Barjonas Lobão

Aluna: Jéssica Cordeiro da Silva Ferreira

Escola: CE Prof.ª Maria do Socorro Almeida - Anexo João de Deus

Aluna: Geovanna Stephanie M. dos Santos

Escola: CE Governador Edson Lobão

Aluna: Erica Almeida de Melo

3º Lugar

Escola: CE Prof. Barjonas Lobão

Aluna: Inaide Frazão Monteiro Pontes