Seduc realiza reunião técnica com secretários municipais para aplicação da ANA

20/10/2014

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) realizou, nesta sexta-feira (17), no Palácio Henrique de La Roque, em São Luís, reunião técnica com Secretários Municipais de Educação para apresentar a logística de aplicação da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), que acontecerá no período de 17 a 28 de novembro em todo o país.

A ANA é direcionada para as unidades escolares e estudantes matriculados no 3° ano do Ensino Fundamental, fase final do Ciclo de Alfabetização. O objetivo é produzir indicadores que contribuam para o processo de alfabetização nas escolas públicas brasileiras.

No Maranhão o trabalho é coordenado pela professora Vera Gonçalves Pires, Supervisora de Avaliação Educacional da Seduc e Coordenadora Estadual de Logística da ANA 2014. “Este ano o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) modificou a metodologia de aplicação dos testes que antes eram feitos em apenas um dia, hoje as provas serão aplicadas em dois”, disse ela para destacar que a avaliação foi alterada este ano. Na primeira edição da ANA, em 2013, foi avaliada Língua Portuguesa e Matemática, aplicadas cada uma para 50% da turma, desta vez todos estudantes se submeterão as provas das duas disciplinas. “Com isso nós dobramos os trabalhos” completou.

Também na ANA serão reunidas informações sistemáticas sobre as unidades escolares, com dados coletados sobre a infraestrutura das instituições, formação de professores, gestão das escolas e organização do trabalho pedagógico.

No Maranhão 3.613 escolas públicas vão participar do ANA, somando 106.555 estudantes. “É uma avaliação de grande abrangência e todos os procedimentos são padronizados”, destacou a professora Vera Gonçalves Pires.

A Seduc, por meio da Supervisão de Avaliação Educacional, realizará, nos dias 30 e 31de outubro, um encontro estadual com representantes dos municípios para apresentar os dados da primeira edição da ANA, que aconteceu em 2013.

Estudantes da rede estadual expõem trabalhos na Semanade Ciência e Tecnologia

14/10/2014

Alunos do Centro Experimental de Ensino Médio Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, primeira escola de tempo integral da rede pública estadual maranhense, estão expondo pesquisas realizadas no ambiente escolar durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), evento que acontece até o próximo sábado (18) na área externa do São Luís Shopping.

Coordenados pela professora Regilsa Carvalho, os alunos apresentam um projeto de automação de hortas hidropônicas de alface e manjericão, que vem sendo implantado na comunidade de Calembe, na área da Estiva, zona rural de São Luís.

A estudante Stefhany Almeida, 15 anos, estudante do 1º ano do ensino médio da escola, explica que o projeto visa reduzir custos na produção de hortaliças. “Nosso diferencial é utilizar a energia solar para alimentação dos equipamentos do sistema. Isso diminui os custos e pode fornecer maior lucro aos produtores rurais”, afirmou.
O coordenador de Ciências da Natureza e suas tecnologias da escola, Mário Mendonça, explica que a interdisciplinaridade, uma das metas da escola de tempo integral, é alcançada com o projeto. “Na construção do projeto, os alunos utilizam conceitos de robótica aplicada, matemática, física, química e biologia, podendo ver na prática suas aplicabilidades. Além disso, há o retorno social da pesquisa, com uma possibilidade real de diminuição de custos na produção de alimentos”, destacou.

Outras escolas
Estudantes do curso técnico em eletromecânica do CE João Bacelar Portela apresentam a criação de um robô que serve para realizar resgates - o robô resgate. A engenharia foi criada pelos próprios alunos e apresentada ano passado na Olimpíada Brasileira de Robótica.

O Colégio Militar 2 de Julho expõe um projeto desenvolvido junto aos alunos de 9º ano do ensino fundamental sobre o consumo consciente de energia elétrica, trazendo para a prática as temáticas da física, aplicada à educação ambiental.

Já o Colégio Militar Tiradentes apresenta o trabalho desenvolvido pela escola voltado ao ensino de aeronáutica e astronomia, que tem como produto prático a construção de foguetes artesanais com garrafas pet e impulsionados por uma mistura de bicarbonato de sódio e vinagre.

SNCT

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é um evento realizado em todo país no mês de outubro, desde 2004, sob a coordenação das Secretarias de Ciência e Tecnologia Estaduais, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica – MCTI, e a colaboração de entidades e instituições de ensino, divulgação e pesquisa. Sua principal finalidade é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, a respeito de temas e atividades de ciência e tecnologia (C&T).

No Maranhão a semana é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectec) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fapema).

Escola Maria Aragão recebe sessão do projeto Cine Direitos Humanos

Em comemoração ao Dia das Crianças, alunos da Escola Estadual Maira José Aragão, na Cidade Operária, participaram, nos dias 9 e 10, de uma sessão do projeto Cine Direitos Humanos, realizado pela Secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc), em parceira com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O objetivo foi sensibilizar as crianças, jovens e adolescentes sobre a garantia e promoção dos direitos humanos.

Na programação os alunos da 8ª série do ensino fundamental, 2° e 3° anos do ensino médio assistiram ao curta-metragem "Lei da Mulher". O filme aborda o contexto em que se deu a concepção da "Lei Maria da Penha", a primeira lei totalmente voltada à mulher vítima de violência familiar e doméstica.

Ana Cristina Bayma, Supervisora de Promoção e Educação da Secretária de Direitos Humanos, Assistência Social, Cidadania (Sedihc) ressaltou a importância de inserir essas e outras temáticas dos direitos humanos nas escolas. "É importante semear essa discussão entre os jovens, conscientizando-os de que quando uma mulher sofre violência todos sofrem as consequências, pais, filhos, parentes, comunidades e a sociedade", afirmou.

Uma postura mais comprometida e tolerante foi o que aprendeu a estudante Keroly dos Reis Lima (19). "É importante denunciar toda e qualquer agressão, não importa se é física ou psicológica, mulher por sua natureza é mais sensível e dócil e é a que mais luta por um convívio agradável", declarou. Já a professora Maria da Glória Barros comentou a importância de ações como essas no âmbito escolar. "Essas ações da Sedihcesclarecem os alunos e servem de prevenção e, a partir daí, acreditamos que a violência contra a mulher pode e deve diminuir", frisou.

Na oportunidade os alunos do 3° ano exibiram um curta-metragem dirigido e encenado por eles. De forma cômica, na abordagem estava à violência contra a mulher. Segundo os alunos que produziram o curta, a relevância do assunto foi o que fizeram escolher a Lei Maria da Penha, pois puderam sentir como a mulher se sente quando sofre violência. Também foi apresentada uma peça teatral, onde alunos da 5ª a 8ª série encenaram a clássica história da lenda do Bumba-Boi.

Escolas da rede estadual participam da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

13/10/2014

O estande instalado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia divulgará trabalhos e experimentos realizados pelas escolas nas áreas tecnológicas. No estande, os visitantes também poderão ter acesso aos informativos sobre as ações realizadas pela Seduc nos últimos anos. O evento acontece até o próximo sábado (18), no estacionamento do São Luís Shopping.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é um evento realizado em todo país no mês de outubro, desde 2004, sob a coordenação das Secretarias de Ciência e Tecnologia Estaduais, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica - MCTI e a colaboração de entidades e instituições de ensino, divulgação e pesquisa. Sua principal finalidade é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, a respeito de temas e atividades de ciência e tecnologia (C&T).

No Maranhão a semana é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECTEC) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FAPEMA).
Entre as escolas públicas participantes, destaca-se o Centro Experimental de Ensino Médio Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, primeira escola de tempo integral do estado.

Coordenados pela professora Regilsa Carvalho, os alunos apresentarão um projeto de automação de hortas hidropônicas de alface e manjericão, que vem sendo implantado na comunidade de Calombe, na área da Estiva.

Segundo o gestor do Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, Flávio Mendes Ferreira, o projeto é resultado da formação interdisciplinar que a escola propõe, envolvendo diversas áreas do conhecimento. 

“Nesse projeto os alunos colocam em prática os conteúdos aprendidos nas aulas de matemática, física, química e biologia, além de atender a uma demanda real da comunidade, efetivando a pesquisa e à extensão, objetivos de nosso currículo”, explicou.

Estudantes do curso técnico em eletromecânica do CE João Bacelar Portela apresentam a criação de um robô que serve para realizar resgates – o robô resgate. A engenharia foi criada pelos próprios alunos e apresentada ano passado na Olimpíada Brasileira de Robótica

A Supervisão de Tecnologias Educacionais da Seduc também fará atendimento e orientação a professores da rede para utilização dos tablets educacionais distribuídos aos docentes do ensino médio de escolas estaduais de todo o Maranhão.

Projetos de institutos federais sobre pesquisa aplicada são expostos em Brasília

Com o tema Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social, tem início nesta segunda-feira, 13, a 11ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília. A programação, aberta à visitação pública, se estenderá até o domingo, 19. O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), é um dos parceiros do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação na realização da SNCT.


O tema do evento tem como proposta popularizar e incentivar a produção científica e a inovação, com ênfase no desenvolvimento de soluções para o campo social. Nesta edição, serão expostos 36 projetos de pesquisa aplicada desenvolvidos por 20 unidades de institutos federais de educação, ciência e tecnologia, em um estande de aproximadamente mil metros quadrados. Durante os sete dias de evento, passarão pelo estande 26 professores e 45 alunos, todos pesquisadores.

Para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano, foram cadastradas 30.922 atividades de 470 instituições, oriundas de 439 cidades brasileiras. A divulgação dos trabalhos de produção tecnológica e inovação desenvolvida por unidades da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica tem o apoio do Instituto Federal de Brasília (IFB).

Fonte: MEC

Seduc capacita estagiários e técnicos para bibliotecas escolares

10/10/2014

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc/MA) realizou nesta semana, capacitação de estagiários e técnicos da Supervisão de Bibliotecas Escolares (SUBE). Do curso participaram 80 pessoas para atuarem nas bibliotecas escolares e nos faróis de educação.

No evento foram apresentadas as atividades realizadas pela Coordenação Estadual e pelo Programa Nacional do Livro Didático.

A pauta da capacitação incluiu ainda a conscientização dos direitos e deveres dos estagiários, de acordo com a Lei 11.788, de 25 de setembro de 2008, que reconhece o estágio como um vínculo educativo-profissionalizante supervisionado e desenvolvido como parte pedagógico e do itinerário formativo do educando.

Seduc capacita profissionais para aplicar teste de alfabetização no estado

09/10/2014

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza, nestes sábado (11) e domingo (12), no Hotel Veleiros, em São Luís, capacitação para a 2ª edição da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), que acontece no período de 17 a 28 de novembro em todo o País.

A ANA envolve alunos do 3º ano do ensino fundamental das escolas públicas, com o objetivo principal de avaliar a qualidade, a equidade e a eficiência do Ciclo de Alfabetização das redes públicas. O evento foi implantado em 2013 e a previsão é de que, este ano, 97.940 alunos participem da avaliação.

Para o sucesso do projeto, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) realiza várias capacitações para os profissionais envolvidos no processo de avaliação dos estudantes.

Na primeira etapa foi realizado um curso de alinhamento dos procedimentos para subcoordenadores de logística e coordenadores de polo de aplicação no intuito de padronizar a avaliação em todo o país.

Já a última etapa de capacitação será direcionada aos aplicadores dos testes de proficiência de Língua Portuguesa e Matemática. O curso terá carga horária de 8 horas e será realizado pelos coordenadores de polo de aplicação do Estado, no período de 07 a 16 de novembro.