Brasil conquista cinco medalhas na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia

22/10/2014

Brasil no pódio da Olimpíada Latino-americana de Astronomia e Astronáutica
Brasil no pódio da Olimpíada Latino-americana de Astronomia
e Astronáutica  (Olaa/Divulgação/Direitos Reservados)
A delegação brasileira conquistou cinco medalhas e outras premiações na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (Olaa), que aconteceu na última semana no Uruguai. São os melhores resultados do país desde a criação da competição em 2009. Com o resultado, o país alcança a marca de 16 medalhas de ouro, 12 de prata e duas de bronze na história da Olaa. A equipe brasileira foi selecionada com base na pontuação obtida na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), de 2013.

“Desde que recebi o convite para a seleção, me empenhei muito, era um sonho. Quando fui selecionado, fiquei muito orgulhoso em representar o meu país, e nos preparamos muito bem para isso”, disse o medalhista de ouro Romero da Silva, de 17 anos, de Itabira (MG). Ele está no 3º ano do ensino médio e já se decidiu por estudar engenharia aeroespacial na faculdade.

Nesta edição da Olaa, o Brasil conquistou três medalhas de ouro e duas de prata. Todos da equipe ganharam ainda o prêmio especial de melhor prova individual, por terem gabaritado os exames. Além de Romero, o ouro também ficou com os estudantes Rafael Charles Heringer Gomes, de Mogi das Cruzes (SP), e Wagner Fonseca Rodrigues, de Belo Horizonte (MG). Carolina Lima Guimarães, de Vitória (ES) e Lucas Hagemaister, de Porto Alegre (RS) ficaram com a prata. O grupo foi liderado pelos professores e astrônomos, João Canalle, coordenador da OBA, e Júlio Klafke.

O estudante Rafael ainda recebeu o prêmio especial de melhor prova em grupo e melhor prova de foguetes. Por eleição, feita entre todas as delegações, Carolina também recebeu o título de melhor companheira da olimpíada. “Chegamos lá com muitas músicas para apresentar, conversando com todo mundo no ônibus, dançando, mostrando essa cultura bem brasileira. Mas quem acabou me ensinando a sambar foi uma colombiana”, disse a estudante, de 17 anos, revelando os motivos para o seu título.

“Foi uma semana maravilhosa. O nível de pressão e as provas estavam mais fáceis do que esperávamos. Tínhamos bastante tempo livre, era divertido, a organização se preocupou muito com a integração entre os estudantes”, explicou Carolina.

Estudante do 3º ano em um instituto federal, ela se apaixonou pela área de exatas desde cedo. “Faço a OBA desde pequena, dede o 3º ano do [ensino] fundamental. Fazia por diversão, sem obrigação ou responsabilidade e acabei gostando. Com certeza foi o que fez me interessar pela área”, disse a estudante.

Além dos conhecimentos adquiridos com a OBA, antes da viagem, os alunos tiveram uma preparação intensa. Em Passa Quatro, Minas Gerais, a delegação brasileira se preparou com grupos de estudos, oficinas de atividades e observação do céu noturno, com e sem instrumentos, resolução de exercícios e realização de provas simuladas. Eles aprenderam também a montar e a manusear dois tipos de telescópios.

As provas da olimpíada foram divididas em partes teórica, prática e de reconhecimento do céu, com etapas individuais e em grupo. Os estudantes participaram ainda de uma competição de lançamento de foguetes em grupos multinacionais.

A olimpíada internacional promove o intercâmbio de conhecimento entre os jovens, não só em astronomia, mas sobre culturas e idiomas dos diversos países. “Foi uma experiência culturalmente interessante. Aprendemos novos costumes, línguas, maneiras de pensar, trocamos presentes, coisas simples que representam os países, como moedas”, disse Romero.

As delegações já se organizaram e montaram um grupo no Facebook para trocar fotos e não deixar o contato acabar.

Fonte: Agência Brasil

ENEM: Cndidatos poderão acessar seus cartões de confirmação a partir da segunda-feira, 27

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 poderão conferir seus cartões de confirmação de inscrição a partir da próxima semana. O sistema de consulta ao cartão estará disponível na página do exame na internet na segunda-feira, dia 27. Para acessá-lo, é preciso informar CPF e senha para conferir e imprimir o documento. 

A partir dessa data, os cartões enviados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) via correios também começarão a chegar aos endereços informados no ato de inscrição pelos participantes. 

Informações – Os cartões de confirmação apresentam os dados pessoais do participante – nome; cadastro de pessoa física (CPF); número de inscrição no Enem; data, hora e local de realização das provas; opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver) e indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).

Em casos de cartões devolvidos, o Inep entra em contato com os participantes por meio de SMS e mensagem eletrônica, por celular e e-mail informados ao instituto no ato da inscrição. Quem não receber o cartão, não conseguir imprimi-lo pela internet ou constatar erro no documento, deve entrar em contato com o atendimento ao participante, pelo telefone 0800 61 61 61.

Exame – O número de inscritos no Enem 2014 cresceu 21,6% em relação ao ano passado, chegando a 8.721.946 participantes. As provas serão aplicadas dias 8 e 9 de novembro próximo, em todas as unidades da Federação e no Distrito Federal e municípios, às 13h, horário oficial de Brasília.

No primeiro dia, os participantes terão quatro horas e 30 minutos para fazer as provas de ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias, cada uma com 45 questões. No segundo dia, serão cinco horas e 30 minutos para responder as 45 questões de linguagens, códigos e suas tecnologias e as 45 de matemática e suas tecnologias, além de fazer a prova de redação. 

Oportunidades – A nota obtida no Enem é critério de acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni). É também requisito para obtenção do benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participação no programa Ciência sem Fronteiras e em seleções para bolsas de graduação-sanduíche da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

Com a nota, o estudante também pode se candidatar a vagas gratuitas de cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do exame. 

Fonte: MEC

Gestores escolares da rede estadual discutem ações educacionais em São Luís

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Unidade Regional de Educação (URE) de São Luís, reuniu, nesta terça-feira (21), no auditório do Liceu Maranhense, gestores e articuladores de educação das escolas com a finalidade de discutir ações de melhorias na rede estadual, em São Luís.

No encontro, foram discutidos assuntos como o encerramento do calendário escolar de 2014 e início do calendário para 2015; segurança nas escolas; prestação de contas; concurso público para professor; implantação da condição especial de trabalho para professores; capacitações; obras em andamento, entre outros.

Sobre a questão da segurança, será realizado um levantamento das escolas localizadas em áreas consideradas de risco com intuito de reforçar a vigilância e garantir a segurança da comunidade escolar nessas regiões. Na ocasião foram asseguradas a implantação da condição especial para professores (CET); garantia de horas extras e realização de capacitações para implementação das diretrizes curriculares nas escolas.

A coordenadora pedagógica da URE, Rosemary Santos destacou que o foco principal do encontro é o aluno. “A finalidade do encontro foi reiterar as ações educativas realizadas pelas escolas com apoio da Seduc e de seus setores, com o propósito de assegurar a qualidade no ensino na rede estadual” disse.

O gestor Ubiratan de Jesus Viegas, do Centro de Ensino Juvêncio Matos, ressaltou a importância do encontro para os gestores. “O encontro é de extrema relevância. Discutimos muitas questões importantes como a prestação de contas, que alguns gestores ainda sentem dificuldades”, enfatizou.

“Com esses encontros, que considero momentos de grande avaliação das ações desenvolvidas nas escolas, por meio do apoio da Seduc, nos sentimos mais seguros para repassar as informações à comunidade escolar”, observou Antônia Rosa Leite dos Santos, gestora da escola Modelo Benedito Leite.

Seduc convoca aprovados em seletivo do Programa Segundo Tempo

21/10/2014

A Secretaria de Estado da Educação está convocando os aprovados nos Processos Seletivos Simplificados para contratação temporária de profissionais para atuarem nas funções da área de esporte do Programa Nacional de Esporte Educacional Segundo Tempo – Padrão. 

Compõem a lista de convocados, disponível no endereço eletrônico da Seduc (www.educacao.ma.gov.br), os aprovados nas seguintes categorias: Coordenador Setorial, Coordenador de Núcleo e Monitor de Atividades Esportivas. 

Os candidatos devem comparecer a partir desta terça-feira (21), até a próxima sexta-feira (24), das 14h às 18h, na Coordenação do Programa Segundo Tempo, situada à Rua Conde d’Eu, nº 140, bairro Monte Castelo, em São Luís, sob pena de cancelamento do Contrato.

Lista de convocados:

CATEGORIA: COORDENADOR SETORIAL

1 Selma Maria Pacheco Pinto

CATEGORIA: COORDENADOR DE NÚCLEO

1 Aldenora do Nascimento de Sousa
2 Zaira Sousa Rodrigues
3 Sonia de Sousa Dourado Santiago
4 Jucilene Santos Mourão Nascimento
5 Paulo Vinicius Moreira e Silva
6 Marcone José Moraes Luzo
7 José Henrique Azevedo Júnior
8 Ramon Sanches
9 Almicele Sá do Nascimento

CATEGORIA: MONITOR DE ATIVIDADES ESPORTIVAS

1 Letícia Rufino de Sousa
2 Hibernane Garcia de Sousa
3 Carla Andreia Borges Ribeiro
4 Arthur Brito Barbosa Filho
5 Paulo Victor Rodrigues Almeida
6 Kaio da Silva Sousa
7 Camyle Costa Serra
8 Elaynne Silva de Oliveira
9 Gilzoberto da Silva Santos
10 Gracilene de Jesus Ferreira
11 William Silva Pontes
12 Emilton José Barbosa Júnior
13 Karina da Silva Otsuka Sousa
14 Maria do Socorro Trindade Amaral
15 Yuri Moreira Lobato
16 Herbert Braga Cantanhede Júnior
17 Dewan Jamys Everton Diniz
18 Jessica Maria do Nascimento Gama
19 Vanessa Serra Duarte
20 Orlando Mendes de Oliveira
21 Michelle dos Santos Pereira
22 Jamilson Moraes Rodrigues
23 Neusa de Paula Mendes Silva
24 Andreia Fernanda Lopes Conceição


Seduc realiza reunião técnica com secretários municipais para aplicação da ANA

20/10/2014

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) realizou, nesta sexta-feira (17), no Palácio Henrique de La Roque, em São Luís, reunião técnica com Secretários Municipais de Educação para apresentar a logística de aplicação da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), que acontecerá no período de 17 a 28 de novembro em todo o país.

A ANA é direcionada para as unidades escolares e estudantes matriculados no 3° ano do Ensino Fundamental, fase final do Ciclo de Alfabetização. O objetivo é produzir indicadores que contribuam para o processo de alfabetização nas escolas públicas brasileiras.

No Maranhão o trabalho é coordenado pela professora Vera Gonçalves Pires, Supervisora de Avaliação Educacional da Seduc e Coordenadora Estadual de Logística da ANA 2014. “Este ano o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) modificou a metodologia de aplicação dos testes que antes eram feitos em apenas um dia, hoje as provas serão aplicadas em dois”, disse ela para destacar que a avaliação foi alterada este ano. Na primeira edição da ANA, em 2013, foi avaliada Língua Portuguesa e Matemática, aplicadas cada uma para 50% da turma, desta vez todos estudantes se submeterão as provas das duas disciplinas. “Com isso nós dobramos os trabalhos” completou.

Também na ANA serão reunidas informações sistemáticas sobre as unidades escolares, com dados coletados sobre a infraestrutura das instituições, formação de professores, gestão das escolas e organização do trabalho pedagógico.

No Maranhão 3.613 escolas públicas vão participar do ANA, somando 106.555 estudantes. “É uma avaliação de grande abrangência e todos os procedimentos são padronizados”, destacou a professora Vera Gonçalves Pires.

A Seduc, por meio da Supervisão de Avaliação Educacional, realizará, nos dias 30 e 31de outubro, um encontro estadual com representantes dos municípios para apresentar os dados da primeira edição da ANA, que aconteceu em 2013.

Estudantes da rede estadual expõem trabalhos na Semanade Ciência e Tecnologia

14/10/2014

Alunos do Centro Experimental de Ensino Médio Colégio Maranhense Marcelino Champagnat, primeira escola de tempo integral da rede pública estadual maranhense, estão expondo pesquisas realizadas no ambiente escolar durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), evento que acontece até o próximo sábado (18) na área externa do São Luís Shopping.

Coordenados pela professora Regilsa Carvalho, os alunos apresentam um projeto de automação de hortas hidropônicas de alface e manjericão, que vem sendo implantado na comunidade de Calembe, na área da Estiva, zona rural de São Luís.

A estudante Stefhany Almeida, 15 anos, estudante do 1º ano do ensino médio da escola, explica que o projeto visa reduzir custos na produção de hortaliças. “Nosso diferencial é utilizar a energia solar para alimentação dos equipamentos do sistema. Isso diminui os custos e pode fornecer maior lucro aos produtores rurais”, afirmou.
O coordenador de Ciências da Natureza e suas tecnologias da escola, Mário Mendonça, explica que a interdisciplinaridade, uma das metas da escola de tempo integral, é alcançada com o projeto. “Na construção do projeto, os alunos utilizam conceitos de robótica aplicada, matemática, física, química e biologia, podendo ver na prática suas aplicabilidades. Além disso, há o retorno social da pesquisa, com uma possibilidade real de diminuição de custos na produção de alimentos”, destacou.

Outras escolas
Estudantes do curso técnico em eletromecânica do CE João Bacelar Portela apresentam a criação de um robô que serve para realizar resgates - o robô resgate. A engenharia foi criada pelos próprios alunos e apresentada ano passado na Olimpíada Brasileira de Robótica.

O Colégio Militar 2 de Julho expõe um projeto desenvolvido junto aos alunos de 9º ano do ensino fundamental sobre o consumo consciente de energia elétrica, trazendo para a prática as temáticas da física, aplicada à educação ambiental.

Já o Colégio Militar Tiradentes apresenta o trabalho desenvolvido pela escola voltado ao ensino de aeronáutica e astronomia, que tem como produto prático a construção de foguetes artesanais com garrafas pet e impulsionados por uma mistura de bicarbonato de sódio e vinagre.

SNCT

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é um evento realizado em todo país no mês de outubro, desde 2004, sob a coordenação das Secretarias de Ciência e Tecnologia Estaduais, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica – MCTI, e a colaboração de entidades e instituições de ensino, divulgação e pesquisa. Sua principal finalidade é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, a respeito de temas e atividades de ciência e tecnologia (C&T).

No Maranhão a semana é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectec) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fapema).

Escola Maria Aragão recebe sessão do projeto Cine Direitos Humanos

Em comemoração ao Dia das Crianças, alunos da Escola Estadual Maira José Aragão, na Cidade Operária, participaram, nos dias 9 e 10, de uma sessão do projeto Cine Direitos Humanos, realizado pela Secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc), em parceira com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O objetivo foi sensibilizar as crianças, jovens e adolescentes sobre a garantia e promoção dos direitos humanos.

Na programação os alunos da 8ª série do ensino fundamental, 2° e 3° anos do ensino médio assistiram ao curta-metragem "Lei da Mulher". O filme aborda o contexto em que se deu a concepção da "Lei Maria da Penha", a primeira lei totalmente voltada à mulher vítima de violência familiar e doméstica.

Ana Cristina Bayma, Supervisora de Promoção e Educação da Secretária de Direitos Humanos, Assistência Social, Cidadania (Sedihc) ressaltou a importância de inserir essas e outras temáticas dos direitos humanos nas escolas. "É importante semear essa discussão entre os jovens, conscientizando-os de que quando uma mulher sofre violência todos sofrem as consequências, pais, filhos, parentes, comunidades e a sociedade", afirmou.

Uma postura mais comprometida e tolerante foi o que aprendeu a estudante Keroly dos Reis Lima (19). "É importante denunciar toda e qualquer agressão, não importa se é física ou psicológica, mulher por sua natureza é mais sensível e dócil e é a que mais luta por um convívio agradável", declarou. Já a professora Maria da Glória Barros comentou a importância de ações como essas no âmbito escolar. "Essas ações da Sedihcesclarecem os alunos e servem de prevenção e, a partir daí, acreditamos que a violência contra a mulher pode e deve diminuir", frisou.

Na oportunidade os alunos do 3° ano exibiram um curta-metragem dirigido e encenado por eles. De forma cômica, na abordagem estava à violência contra a mulher. Segundo os alunos que produziram o curta, a relevância do assunto foi o que fizeram escolher a Lei Maria da Penha, pois puderam sentir como a mulher se sente quando sofre violência. Também foi apresentada uma peça teatral, onde alunos da 5ª a 8ª série encenaram a clássica história da lenda do Bumba-Boi.