MEC divulga data do Enem 2014

16/04/2014

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na segunda-feira (14), a data de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2014. As provas, que costumam ser realizadas em outubro, foram adiadas por causa das eleições e serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro. O calendário oficial do Exame ainda não foi divulgado.

O Enem foi criado em 1998, tendo como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes na etapa final da educação básica. A partir de 2009, o Exame passou a ser utilizado como mecanismo de seleção para o ingresso no ensino superior. As universidades podem adotar o exame de quatro diferentes formas: como fase única, com o sistema de seleção unificada, informatizado e online; como primeira fase; combinado com o vestibular da instituição; ou como fase única para as vagas remanescentes do vestibular.

O Enem também é utilizado para o acesso a programas oferecidos pelo Governo Federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni). As notas do Enem também servem como certificação do ensino médio e como um dos critérios de participação no programa Ciência sem Fronteiras.

As provas são objetivas e compostas por quatro matrizes: Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Cada uma das quatro áreas é composta por 45 questões. Além disso, os estudantes também realizam uma redação.

No ano passado, 7,1 milhões de estudantes inscreveram-se no exame. O valor da taxa de inscrição foi de R$ 35,00.

Mais informações na página do MEC e na página do Enem.

Física: conteúdo on-line reforça o trabalho com os estudantes

Pequenos experimentos em sala de aula, com elementos
comuns encontrados no dia a dia, facilitam o aprendizado de
física  (foto: odquimicafafiuv.blogspot.com)
Ao longo da carreira, o professor Nicolau Gilberto Ferraro tem percebido que muitos estudantes ingressam no ensino médio com a ideia preconcebida de que física é disciplina de difícil assimilação. Para despertar o interesse do aluno, segundo ele, é importante mostrar que a física está presente no dia a dia e nas aplicações tecnológicas familiares de cada um. Sugere, ainda, a realização, na própria sala de aula, de pequenos experimentos com materiais do cotidiano, de forma a sedimentar a teoria apresentada.

O professor também julga importante falar sobre a história da física, mostrar aos estudantes que ela não é obra de uma só pessoa, mas uma construção humana. Por último, recomenda introduzir o tratamento matemático referente aos fenômenos estudados. “É da maior importância ressaltar que a matemática, como linguagem da física, sintetiza a compreensão dos fenômenos”, diz.

Professor durante 40 anos, co-autor de livros sobre física, Ferraro criou um blogue, em 2010, para ajudar os alunos a estudar a disciplina. “Procuro passar minha experiência de muitos anos em sala de aula”, ressalta. Para o trabalho no blogue Os Fundamentos da Física, que recebe cerca de 2,5 mil visitas diárias, Ferraro conta com a colaboração de Sidney Borges, professor de física e arquiteto.

As postagens seguem uma programação preestabelecida. Às segundas, terças e quartas-feiras, é abordado o conteúdo dos três anos do ensino médio. Às quintas-feiras, o tema é o vestibular. Às sextas, são colocadas pequenas animações para a revisão dos principais conteúdos, de forma lúdica. “Aos sábados, apresentamos os principais efeitos estudados em física, os ganhadores do Prêmio Nobel e exercícios especiais, com o título Preparando-se para o Enem”, diz o professor. Atualmente, é desenvolvido o tema Um Pouco da História da Física.

“Procuramos descrever o empenho e a dedicação de pensadores e cientistas na formulação de teorias e leis e destacar fatos que apresentem dados interessantes da vida dessas pessoas notáveis”, afirma. Aos domingos, o tema é A Arte do Blogue, com a apresentação de obras e biografias de pintores, fotógrafos e arquitetos. Os inúmeros depoimentos de alunos têm animado os dois professores a prosseguir com o trabalho e a desenvolver novas seções.

Licenciado em física e engenheiro metalurgista, Ferraro iniciou as atividades de magistério na Escola Estadual Professor Alberto Conte, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. Lecionou na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, no Departamento de Engenharia Mecânica e em escolas e cursos particulares preparatórios para vestibulares. Atualmente, exerce a função de diretor pedagógico do Colégio Objetivo NHN.

Saiba mais no Jornal do Professor e no blogue Os Fundamentos da Física.

Fonte: MEC

Secretarias selecionam até maio membros do Parlamento Juvenil

15/04/2014

Bruno Correia representou a Bahia e se tornou orgulho
da família. (Foto: Divulgação)
“Participar do Parlamento Juvenil do Mercosul foi uma oportunidade única, de guinada na minha vida, na minha construção como cidadão e na minha identidade latino-americana.” Bruno Moreno Correia tinha 16 anos e cursava o segundo ano do ensino médio no Colégio Estadual David Mendes Pereira, situado no centro de Salvador, quando se candidatou a uma vaga para representar a Bahia no Parlamento Juvenil Mercosul 2012-2014. 

Essa é a terceira seleção para o Parlamento Juvenil Mercosul, formado por estudantes do ensino médio dos países que integram o bloco: Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Venezuela, além de Bolívia e Colômbia, países associados. O foco é a formação política e cidadã da juventude. 

Nas escolas estaduais, os estudantes escolhem seus representantes locais. As secretarias de educação organizam a seleção de três estudantes de cada estado e do Distrito Federal. Na etapa nacional, prevista para início de junho, em Vitória, os jovens elegerão entre si um representante de cada unidade federativa. O primeiro encontro deste biênio deve acontecer na segunda quinzena deste ano, em Buenos Aires, Argentina. 

As inscrições estaduais para o biênio 2014-16 estão começando nas escolas públicas de ensino médio. Quem quiser se candidatar, deve buscar informações com professores da escola. As secretarias estaduais de Educação têm prazo até 15 de maio para enviar três nomes de candidatos para a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação. A SEB orientou que as candidaturas e debates devam ocorrer com o número máximo de alunos em encontros de no mínimo quatro horas de duração.

Bruno quer animar a seleção baiana. “Entrei em contato com a direção da escola, quero contar sobre a minha experiência.” Aos 18 anos, ele cursa o primeiro ano de jornalismo e está cumprindo dois estágios em assessorias de imprensa. “Trabalho desde os 15 anos e já estou estagiando graças aos relacionamentos que fiz como parlamentar juvenil do Mercosul. Conheci muita gente, aprendi a participar, a debater, argumentar e me colocar em diferentes situações”, relatou.

O universitário se diz entusiasta da identidade latino-americana, acredita que a integração dos países do bloco – Argentina, Brasil, Colômbia, Uruguai, Bolívia, Paraguai e Venezuela – na área social, pode representar uma grande troca de experiências para a construção de uma região mais fraterna e igualitária. “Tomei conhecimento de experiências fantásticas na Colômbia, no Uruguai. Fiz muitas amizades, quero continuar mantendo contato com os parlamentares que conheci”, ressaltou.

Criado pelos avós paternos desde a primeira infância, Bruno contou que já cantava vitória em casa quando fora eleito na escola. Disse que ia viajar, conhecer outros países, representar o Brasil. Os avós, que segundo o neto, sequer sonharam tal façanha, ficaram animados, mas receosos de estimular um desejo talvez impossível, pois a humilde família não tinha histórico dessas conquistas. Hoje ele é motivo de orgulho e afirma que a família é a base de tudo. 

“A participação da família no estímulo aos estudos é importantíssima. Durante os debates dos encontros do parlamento concluímos que a família é fundamental na escola; não basta matricular, exigir presença, a família tem que participar”, defende. Ele observou ainda, que sua escola, embora de qualidade, tinha histórico de ser localizada em área violenta da capital do estado. “Sou vitorioso porque sempre tive apoio da família”, garante.

Bruno conta que foi eleito em primeiro lugar entre os 79 candidatos da etapa nacional. Questionado sobre a vontade de seguir carreira política, responde sem pestanejar que sim. Solicitado a tecer as qualidades de um político, ele afirma que é preciso estar sempre atento à defesa da sociedade, estar em contato com as pessoas.

Fonte: MEC

Escola estadual Salim Braid ganha Ecoteca

14/04/2014

O Centro de Ensino Salim Braid, escola da rede pública estadual de ensino, localizada no bairro Estiva, recebeu, nesta semana, uma Ecoteca - espaço dedicado ao estudo e prática da educação ambiental. A escola foi premiada pela Cemar ao vencer a terceira edição da Gincana Ecocemar, que movimentou estudantes e professores de 12 escolas de São Luís.

Além da Ecoteca, o CE Salim Braid ganhou ainda bônus desconto na conta de energia e geladeira para a instituição beneficente indicada pela escola, duas bolsas de estudo integrais de ensino técnico e uma bolsa integral de nível superior, além de dois tablets para sorteio entre os alunos.

Lucas Pinheiro, da coordenação do projeto Ecocemar, destacou que a escola recebeu um espaço totalmente equipado e com um rico acervo voltado à educação ambiental, com objetivo de despertar interesse dos estudantes para a temática.

A gestora da escola, Carmem Duarte revelou que o espaço irá possibilitar a pesquisa e conhecimento na área da educação ambiental, beneficiando os 700 alunos matriculados e também a comunidade. "O prêmio que a escola recebeu é fruto do grande desempenho e dedicação dos alunos e professores ao desenvolverem projetos dessa natureza", realçou.

Nesta edição, a escola Salim Braid, localizada na zona rural de São Luís, conseguiu a primeira colocação na gincana, arrecadando um total de 35.292 kg de resíduos recicláveis. Em segundo lugar ficou o CE João Bacelar Portela, com 34.004 kg de resíduos. Na terceira posição ficou a escola Jardim São Cristóvão, com 29.969 kg de resíduos arrecadados. Todas as escolas integram a rede estadual de ensino.

O centro João Bacelar Portela recebeu bônus desconto na conta de energia e máquina de lavar para a instituição beneficente indicada pela escola, bolsas integrais de ensino técnico e dois tablets. O Jardim São Cristóvão recebeu, além de bônus e fogão para a instituição, bolsas de estudo integrais e dois tablets.

A gincana Ecocemar é uma competição que visa despertar a preocupação dos estudantes com o meio ambiente. Durante três meses as escolas participam de um conjunto de atividades com o foco na educação ambiental.

Seminário põe em debate os dez anos do sistema de avaliação

A realização de seminário, em Brasília, marca nesta segunda-feira, 14, os dez anos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), criado pela Lei n° 10.861, de 14 de abril de 2004. O encontro, na sede do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), prevê debates sobre a criação do sistema, objetivos, desafios e perspectivas.

O encontro também marca o início de uma série de estudos sobre o sistema. Especialistas vão desenvolver análises e reflexões nos próximos 12 meses. Esse trabalho, que contará com a participação de técnicos do Inep, resultará em publicações com relatos sobre a evolução do Sinaes. Estão previstas, ainda, discussões com a comunidade acadêmica e instituições de educação superior.

De acordo com o presidente do Inep, Chico Soares, a educação superior registra avanços no país desde a criação do Sinaes. Passada uma década, o momento é de consolidação. “Estamos transformando a cultura da avaliação da educação superior para garantir a melhoria da qualidade de cursos e instituições, não meramente classificá-los”, disse. “Os indicadores da educação superior demonstram isso.”

Fonte: MEC

Maranhão realizará seminário para discutir o Plano Nacional de Educação

10/04/2014

Discutir as principais temáticas educacionais que serão abordadas no seminário sobre Plano Nacional de Educação e a Construção do Sistema Nacional de Educação foi o foco da reunião do Fórum Estadual de Educação (FEE), que aconteceu nesta quita-feira (10), na sede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no Monte Castelo, em São Luís.

O seminário faz parte da programação da reunião ordinária do Conselho Nacional de Educação (CNE), que será realizada na capital maranhense no período de 5 a 8 de maio.

Além de representantes da Seduc participaram da reunião do Fórum, integrantes do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Serviço Nacional do Comércio (Senac), Conselho Estadual de Educação, Fórum de Educação Infantil, Federação dos Municípios Maranhenses (Famem), Campanha pelo Direito da Educação, entre outras instituições.

Durante a reunião foram discutidas temáticas que deverão ser abordadas no evento do CNE, entre os quais: diretrizes curriculares; Plano Estadual de Educação; incentivo e apoio a criação de conselhos municipais de educação; inserção de temas sócio-emocionais nas escolas; educação profissional; fortalecimento do regime de colaboração entre entes federados; educação superior, dentre outros.

Segundo a secretária-adjunta de ensino da Seduc, Leuzinete Pereira o evento é uma oportunidade de integração entre as lideranças de educação no estado, possibilitando a discussão e apresentação do Plano Estadual de Educação e das diretrizes curriculares, produtos da Seduc que visam à melhoria da qualidade no ensino público.

Durante a reunião do CNE serão discutidos ainda o alinhamento dos planos municipais com as diretrizes nacionais da educação, as bases do Plano Nacional de Educação junto ao Sistema Nacional de Educação e o regime de colaboração entre os entes federativos.

Além dos conselheiros nacionais, a reunião ordinária do CNE deverá contar com a participação do Ministro da Educação, José Henrique Paim.

MEC terá 10 mil escolas com programa inovador em 2014

09/04/2014

O ministro da Educação, Henrique Paim, disse hoje (9) que o Ministério da Educação (MEC) tem a meta de chegar ao final de 2014 com 10 mil escolas que adotam o Programa Ensino Médio Inovador criado para apoiar e fortalecer propostas curriculares inovadoras nas escolas tornando o ensino mais dinâmico. Atualmente, 5 mil escolas adotam o método. Paim lembrou que o ensino médio é atualmente um grande desafio para a educação brasileira por concentrar a maior taxa de evasão e reprovação.

“Pactuamos com estados para que algumas escolas pudessem, a partir do financiamento do MEC, implantar metodologias inovadoras para fazer com que elas possam implementar currículos diferenciados para o ensino médio para que possamos construir um redesenho curricular. O currículo envolve integração com a educação profissional, trabalha a relação com a comunidade, por exemplo”, explicou ao participar de audiência pública na Comissão de Educação e Cultura, do Senado.

O ministro disse que esse programa foi o embrião para o Pacto Nacional pelo Ensino Médio em que secretarias de Educação estaduais e distrital assumem o compromisso pela valorização da formação continuada de professores e coordenadores que atuam no ensino médio de áreas urbanas e rurais. O pacto tem a adesão de todos os estados, segundo Paim. “O pacto começa pela capacitação de professores. São em torno de 600 mil no ensino médio”, disse.

A ampliação das escolas de período integral foi outro tema tratado pelo ministro da Educação. Segundo ele, o governo vem empreendendo esforços nesse sentido. “De 2010 a 2013, tivemos um crescimento de 139% nas matrículas com jornada igual ou superior a sete horas”. Paim lembrou que o Plano Nacional de Educação (PNE) prevê a expansão da oferta da educação integral a 25% dos alunos e 50% das escolas de educação básica. “Cremos que é factível cumprir a meta do PNE e até crescermos um pouco mais”, avaliou.

Fonte: Agência Brasil